comentários em Como Estragar Tudo



O Fantaspoa definitivamente acabou ontem pra mim, além de suportar o Zombie 2, eu ainda tive que aguentar o Carrard dizendo, no debate, que o filme era EPIDÉRMICO. Putaquepariu. A noite só podia ter terminado com um assalto na porta de casa mesmo, o final perfeito para um pós-zombie. Desejo toda sorte do mundo para você no final da mostra, e olhe para os dois lados antes de entrar em casa. Acho que já vi o suficiente no Fantaspoa. Eu fora.
Abraços epidérmicos.

Claudia em 06.10.2007 às 16:01

ps. Falaram horrores do Zombie 3 ontem no debate.

ps 2. Acho que você vai discordar de tudo o que vou dizer, mas vamos lá: =)

Monstros, sensacional? O que há de novo em exaltar o preconceito e a diferença na vida de pessoas que já sofrem naturalmente isso? Esse filme choveu no molhado, pesadelo total de qualquer antropólogo. Recomendo sobre o tema o trabalho da Diane Arbus, beeeem melhor do que o filme. O que mata na real é ver as pessoas gargalhando no cinema por piadas totalmente banais. Embora exista certo charme em produções toscas de baixo orçamento, aquele esqueminha de sangue jorrando e tal, e o zumbi comendo o braço da mulher ou furando o olho dela, as sacadas dos filmes são pobres demais e não dão margem à grandes reflexões. Tudo bem que esse tipo de filme não é pra gerar um debate de filosofia depois, mas ,porra, os caras fazem debates pra discutir o diretor que curte explodir cabeças de crianças nos filmes ou como é o máximo que tenha aparecido um zumbi aquático!! Ok, aquele pessoal saca de cinema e ama aquilo, bacana, mas não é o meu estilo de filme. Para se divertir sem pensar em nada talvez seja válido, mas para um público um pouco mais exigente de conteúdo, alguns filmes são insuportáveis. No Zombie, eu quase me levantei no meio do filme e fui embora. Não creio que Monstros seja construtivo em aspecto algum. Ou seja, você sai do cinema como entrou, não te acrescentou nada. Entende? O Bubba ho-tep é válido para rir por 1 hora, e esquecer do filme assim que vc sai do cinema. Pelo menos os curtas foram mais interessantes. O Sub, por exemplo, tem muito conteúdo para os olhos atentos.
Eu sei que você vai discordar, mas o que vi ali é cinema descartável, na minha opinião. Você consome e joga no lixo depois da sessão, junto com o pacote de pipoca.
Bom, melhor não comentar o resto. Aliás, ontem passou o BBZ também. Enfim, cada um com suas preferências, né? =)
Alteridade é tudo.
Seja como for, o Fantaspoa serviu como experiência antropológica pra mim. E isso é sempre positivo.

Beijo e bom cine, jovem.

Claudia em 06.10.2007 às 16:55

ps 3. Sobre o comentário do Bruce Campbell como Elvis e o Oscar : Claro que vc ia achar a performance dele "flamejante", vc anda vendo muitos filmes com zumbis e múmias hehehe. Olha, se vc for comparar com a performance da múmia, realmente o Bruce deu um show...

;)

Claudia em 06.10.2007 às 17:13

Claudia: vamos por partes. ZOMBIE 2 é legal, mas não vai mudar a cabeça de quem já não gosta de filmes de terror. é engraçado, tem suas tosqueiras, mas o mais importante é que foi feito por um cara que SABE filmar, Lucio Fulci.

"Monstros, sensacional? O que há de novo em exaltar o preconceito e a diferença na vida de pessoas que já sofrem naturalmente isso?"

hoje não é nada de novo, mesmo. mas sempre é bom lembrar que o filme foi feito há quase OITENTA anos.

sobre o Oscar para Bruce Campbell, bem, parece que tu não gostou muito da atuação dele. eu continuo achando que merecia.

e por fim, sobre os filmes "descartáveis" e "sem conteúdo", cada um enxerga como quer. há tranqueiras fenomenais e divertidíssimas na programação do Fantaspoa - ZOMBIE 3 foi uma delas -, mas também há filmes espetaculares, inventivos, que marcaram época.

há quem goste, há quem não goste. no caso de quem não gosta, o melhor a fazer é não ir no FANTASPOA do ano que vem, que já foi confirmado ontem no encerramento. e aí guardar energia pra quando fizerem uma mostra do Godard.
=)

Gustavo, Cavinato em 08.10.2007 às 22:32

Sim, sim.
Foi como você disse, há quem goste, há quem não goste. Considerar qualquer filme espetacular é algo tão pessoal e questionável que nem merece grandes discussões.

Quanto ao Fantaspoa do ano que vem, bem, eu não faço planos a longo prazo. Sabe-se lá onde estarei em outubro do ano que vem. Mas, sim, acho que é um festival que veio pra ficar, sempre terá algo de bom para conferir e sempre será esse ponto de encontro das mesmas caras de sempre, característica típica de Poa....

De qualquer forma, esses caras estão agindo para criar eventos de cinema nessa cidade, e há um puta mérito nisso, sem a menor dúvida. Tomara que resolvam fazer um festival de curtas, como tem no Rio, ou um só de animação, aí sim eu teria um troço. Lá no Rio rola, toda quarta, o cine cachaça no odeon, que são 4 curtas sobre o mesmo tema e depois tem degustação de cachaça de graça e festa, por 10 pila. É sempre lotado e só vai gente legal. Deveria ter algo semelhante aqui, numa versão adaptada para Poa, claro, tipo 1x por mês num sábado, pq no formato do Rio não teria público pra isso.

Buenas, era isso, gatinho.Bj.

Claudia em 09.10.2007 às 02:29

Só eu que acho que o Ratos é tipo algum filme do Walter Hill só que no modo "extra-ruim"?

ana ferraz em 09.10.2007 às 10:15





Comer uma bolacha?