comentários em kevin arnold para dois.



cineastas franceses *da gema* tem um manual anti-sydfieldiano na gaveta do criado-mudo. quando acertam, é do cacete; mas quando erram...

tiagón em 06.12.2004 às 10:42

eu odeio o syd field. mas o radicalismo oposto é igualmente perigoso.

carolbensimon em 06.12.2004 às 10:59

Se o mundo tivesse mais UM filme parecido com Amélie Poulain, eu acreditaria na iminência do Apocalipse.

Mas não gosto muito de cinema francês, também. Não é por ser parado, é por ser ruim. Existem milhões de filmes parados fora do esquema Syd Field que funcionam decentemente.

Bruno Galera em 06.12.2004 às 11:06

hehee, muito engraçado, Bruno, pq quando eu escrevi aquela frase sobre o Amélie, eu tinha colocado entre parênteses algo como "momento que Bruno Galera surtará e escreverá um comentário irado".
Depois desisti.
Eu não sei o que eu odeia tanto no Amélie. Tb não vou ser chata e pedir pra tu explicar, tu já deve ter feito isso demais. :)

carolbensimon em 06.12.2004 às 11:50

Mas eu nem surtei. Não adianta, mais.

Eu escrevi sobre o assunto, uma vez. Se eu tiver guardado, te mando pra tu ler.

Bruno Galera em 06.12.2004 às 13:06

coisas 'felizes' não são cult mesmo..
elas são bobas e chatinhas

erica em 07.12.2004 às 11:08

É só ser feliz sem ser pateta.

Bruno Galera em 07.12.2004 às 13:34

pateta? o amélie?

carolbensimon em 07.12.2004 às 17:54

Me referi ao âmbito completo "coisas engraçadinhas não são cult". Na verdade eu nem sei o que é cult.

Bruno Galera em 07.12.2004 às 19:43

Amélie não é pateta, é neurótico ;]

Bruno Galera em 07.12.2004 às 19:43

por isso que nós meninas neuróticas gostamos tanto.

carolbensimon em 07.12.2004 às 19:52





Comer uma bolacha?